Sobre mim

E

Escreveu 13 peças de teatro, 5 romances e inúmeros contos postados em marinhopiacentini.blog.br. Durante décadas, foi dramaturgo e diretor teatral, premiado no Brasil e no exterior. Lecionou diversas matérias na Universidade de Campinas (Unicamp) e na Universidade de São Paulo (USP). Dirigiu programas na TV Cultura e TV Gazeta. Atualmente, vive em Araçariguama, trabalhando como desenhista e construtor de casas de campo, e desenvolve a criação de obras literárias.

Marinho Piacentini nasceu em 1944, Sol em Áries, o dia amanhecia em Peixes. Conheceu 4 continentes, 28 países, em viagens de trabalho e estudo. Morou na Índia, onde estudou Psicologia Transpessoal na Rajneesh Multiversity e tornou-se monge indiano durante 7 anos. Morou também nos Estados Unidos, frequentando cursos de Psicologia Social e Inglês, e no México onde trabalhou na Universidade de Colima por 3 anos. Viveu ainda na França onde estudou Artes Cênicas. Estudou Engenharia, Ciências Sociais, Literatura e Astrologia em São Paulo. Tem três filhos e dois netos.

Escreveu 13 peças de teatro, 5 romances e inúmeros contos postados em marinhopiacentini.blog.br. Durante décadas, foi dramaturgo e diretor teatral, premiado no Brasil e no exterior. Lecionou diversas matérias na Universidade de Campinas (Unicamp) e na Universidade de São Paulo (USP). Dirigiu programas na TV Cultura e TV Gazeta. Atualmente, vive em Araçariguama, trabalhando como desenhista e construtor de casas de campo, e desenvolve a criação de obras literárias.

Como diretor teatral, recebeu premiações nacionais e internacionais. Tem uma carreira de 40 anos. Nos anos setenta, tornou-se amigo pessoal de Jerzy Grotowski – o famoso pesquisador polonês, maior expoente teatral do século 20, com quem trabalhou em Marseille nos anos 70. Especializou-se em teatro não verbal e introduziu no Brasil o Teatro Laboratório Grotowskiano. Trabalhou no México durante 3 anos dirigindo o TRUCO – Teatro Ritual de La Universidad de Colima.

Como dramaturgo, escreveu 13 peças teatrais, montadas em São Paulo e no exterior. Suas obras que mais se destacaram foram:

  • COMALA – premiada na Colômbia e São Paulo – APCA 1970
  • TERCEIRO DEMÔNIO – premiada na Argentina, Colômbia, USA e São Paulo – APCA 1972
  • PROCESSO GIORDANO BRUNO – premiada em São Paulo com o Prêmio Governador de Estado e APCA – 1977
  • LA BESTIA DE NUREMBERG – escrita em espanhol, apresentada no México.
  • O CASAMENTO – 6 premiações no Festival de Blumenau – 1999
  • JUNG – sobre a vida do psicanalista Carl Gustav Jung – 2001
  • PERSEGUIÇÃO E ASSASSINATO DO MARQUÊS DE SADE – 2005

Como romancista, produziu:

“Cavalo de Baco” – 1994/96 – Prêmio da Biblioteca Internacional de Inéditos da Língua Portuguesa

“Fundo do Céu” – 2005/2007

“Doce Alquimia” – 1998/2014

“Tempo Rebelde” – 2016-2017

“Das Mãos do Imperador”– 2018

“Secretas Manipulações” – 2019/12020

Como professor, lecionou diversas disciplinas tais como: interpretação cênica, criação do personagem, improvisação e laboratório teatral na USP e UNICAMP onde também dirigiu seis obras de formatura dos alunos de Artes Cênicas.

Como psicoterapeuta, trabalhou por 20 anos. É pioneiro no Brasil na introdução de técnicas laboratoriais para psicoterapias grupais. Trouxe para São Paulo as técnicas do mestre indiano Osho, de quem foi representante na América Latina. Nos anos 1980, criou uma comunidade terapêutica rural – Al Terna – com mais de 100 membros residentes, e centenas de clientes de diversos países.  Em 1972 trouxe para São Paulo e outras capitais brasileiras o ritual inca-amazônico da ayahuasca.

Como projetista e empreiteiro – construiu inúmeras casas de campo em Araçariguama.

 Compartilhar no Facebook