Diante do Altar

Os dias se estendiam longamente, o tempo era súdito da imaginação. Aos seis anos, de tão curiosos, seus olhos pareciam maiores que o corpo, querendo desvendar o que havia por detrás das aparências. Filho de protestantes metodistas, o cristianismo era uma filosofia presente em sua infância. Gostava das histórias bíblicas que seu pai lhe contava para dormir. Preferia as aventuras de José do Egito. Ia à igreja toda semana na escola dominical. Mas ali sentia-se deslocado, prisioneiro de muitas regras. Às vezes, queria rir ao invés de orar. Era como se não pertencesse ao mundo daquelas pessoas grandes. Não é assim que se sentem todas as crianças? Foi naquele ano que ouviu os adultos comentarem que um rapaz da vizinhança contraíra...

Leia Mais

O Brilho da Pele

Já de longe ela avistou o brilho intenso de uma pele negra que revestia o magnífico corpo de um atleta olímpico. Loura de nascimento, rica e preconceituosa, quando ela o viu se aproximar desfilando pela calçada da praia, a destilar um perfume agreste, deslumbrou-se, quase jogou-se aos seus pés, implorando por um autógrafo como desculpa para senti-lo de perto – anos de rejeição àquela raça despencaram para o fundo da memória. Ela também era bela, e como o desejo que brotava de seus olhos era aparente, ele não vacilou, sem demora a levou para um motel. Quando ele se despiu, ela viu a grandeza de seu dote e tremeu. Em pensamento, rezou para que a dor não suplantasse o prazer, e abriu-se. O coito foi longo, ele era um mestre em proporcionar...

Leia Mais

Vermes esverdeados

O sol do deserto matou esturricado um cachorro peludo. Dias depois, abutres revoavam ao redor, esperando que a carne apodrecesse ao ponto. De uma caravana que passava, um menino de dois anos foi abandonado nas areias quentes pelo pai que duvidava daquela paternidade. O pequeno olhou a redor, só areia, céu azul, luz implacável e abutres girando no alto. Sede e fome, decidiu procurar: um pouco andando, outro pouco engatinhando. Ao longe, as risadas doentias das hienas famintas. Deparou-se com os restos mortais do cachorro. Primeiro acariciou o animal, depois… A fome apertou e ele deu a primeira mordida numa pata, depois noutra… A fome era tanta que nem se incomodou com os vermes que se desprendiam da carne podre, continuou devorando os...

Leia Mais

Fumaça escura

            O casal chegou aos cinquenta. Ela, judiada pelo tempo e excesso de trabalho. Ele, ainda bonitão, conquistador, a trocou por uma donzela trinta anos mais jovem. A esposa não se deu por vencida. Com cirurgia, tirou metade dos grandes seios, e consertou o excesso de nariz. Perdeu bons quilos com dieta intensa. Tudo em vão. Então, desejou morrer, e seu corpo providenciou uma saída – um câncer fulminante.             O filho se encontrava em Buenos Ayres com seu grupo de teatro. A família, que não o via com bons olhos por ser ele maconheiro e ateu, além de artista, mesmo assim achou que a mãe gostaria de despedir-se dele e...

Leia Mais

Alcebíades

Galindo, foi ao cassino encontrar-se com seu amigo, o belo jovem Alcebíades, assíduo frequentador do lugar. Afoito, procurou por toda parte e nada. Por que teria se atrasado? Adoecido? Não atendia ligações…          Carente, já estava desanimando quando o jovem galã surgiu na entrada do cassino de braços dados com um senhor já beirando a terceira idade. Seria seu pai? Nunca dissera nada a respeito da família, ninguém poderia imaginar que alguém trouxesse o próprio pai àquele antro de luxúria. Quando Galindo se aproximou, o rapaz disse ao senhor que trazia pendurado em seu braço:   – Querido, apresento-lhe Galindo, meu professor. – Prazer em conhecê-lo – respondeu Galindo – E o senhor, é o pai...

Leia Mais

Riscos do Sexo Anal

Os riscos do sexo anal Uma mulher vai para seu ginecologista e diz a ele que seu marido tem adquirido uma forte propensão para o sexo anal e veio consultar sobre os riscos que tal prática possa acarretar. O médico pergunta:  – Você gosta de fazer? Responde a mulher:  – Bem, sim, na verdade é um prazer para desfrutar e não pensar em outras coisas. O médico pergunta: – Você sente alguma irritação ou lesão? Responde a mulher:  – Não, não, quase que não. Continua o ginecologista: – Então eu não vejo nenhuma razão para você se privar de fazer sempre, é claro que teremos que tomar precauções para você não ficar grávida. A mulher estremece e exclama, incrédula – Como!! Engravidar por sexo anal? Aí...

Leia Mais