GORILA MAX

 

Verão em sua plenitude, noite quente. Sofia revirava-se na cama, o corpo reagia às imagens que viajavam por sua onírica visão, seguindo as peripécias de um filhote de gorila. Despertou energética, com desejo de visitar o zoológico, não ficava longe de sua casa. Foi a pé, quase correndo. Quando lá entrou, encaminhou-se para a área dos primatas. Lá, viu uma pequena placa que apresentava: Gorila Max. O lugar, porém, estava vazio, o gorila talvez estivesse dormindo dentro de seu abrigo. Então ela resolveu chamá-lo, gritando seu nome cada vez mais alto.

            Nada demorou para que Max, embora sonolento, aparecesse ao ar livre se espreguiçando. Ao ver a moça soltou um urro de boas vindas. Sofia estremeceu de excitação. Nunca sentira uma atração tão forte, tão forte que a impulsionou a vencer a distância entre eles. Porém, um pequeno fosso separava o público do espaço do gorila. Sofia não hesitou: meteu-se na água, cruzou o fosso a nado e pulou a cerca limite. Do outro lado, Max veio recebê-la com um abraço quente.

            – Nossa! Você é mesmo maravilhoso. – ela gemeu entre os fortes braços do animal que a abraçava. Esfregou-se em seu corpo peludo e o abraço foi ficando mais apertado. De repente, algo inusitado aconteceu: Max começou a rasgar as roupas dela , despindo-a. Em seguida, como se ela fosse uma fêmea de sua espécie, penetrou-a com seu eficiente falo.

            Os guardas do zoológico logo apareceram, dando choques no gorila que largou Sofia e afastou-se decepcionado com a espécie humana – nem tinha gozado ainda… – Um dos guardas cobriu-a com sua capa e retirou a moça de lá. Já fora do perigo, ele perguntou-lhe:

– Minha filha , você não viu aquela placa?

– Que placa?

– Aquela que está do outro lado. Está escrito: “Cuidado! Afastem as crianças. Gorila pornográfico”.

– Se eu soubesse…

– Quer que eu a leva ao pronto socorro?

– Relaxe seu guarda, não foi tão ruim!

E Sofia deixou o zoológico rebolando.

 Compartilhar no Facebook

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *