Não

Sabia que eles estavam errados. Errados não é a palavra correta, hipnotizados seria mais justo. São pessoas míopes, não enxergam o que está na cara.

Cientistas e médicos descompromissados com o sistema já disseram que a microcefalia em fetos foi provocada pela inoculação de vacinas antigripais com prazo de validade vencido. Então, para encobrir o desastre, pegaram o Zica pra cristo.

Tudo é feito conscientemente, com a ciência a tiracolo, e não foi a primeira vez que coisas deste tipo aconteceram. Basta olhar para o passado. O poder da indústria farmacêutica é imenso. Homens, mulheres e crianças foram educados a ter fé nos doutores. Os médicos, instrumentos dessa indústria, durante sua formação ainda recebem um reforço extra, uma alta dose de crença no sistema médico ocidental.

Ninguém se indaga por que novas doenças aparecem a cada ano, e logo depois, surgem as vacinas que os governos compram aos milhões, pagam uma fortuna, e depois, praticamente obrigam a população a se vacinar. Digo: praticamente obrigam, devido ao poder da televisão de promover a doença e a necessidade das drogas ditas medicinais. Espalham o pânico para que as pessoas não pensem duas vezes antes de se vacinar, justificando a compra das vacinas. Os telespectadores são bombardeados com alertas tanto e tanto, que se sentem obrigados: – A vizinha já tomou! Assim o negócio se torna bem rendoso para quem produz a cura.

A Teoria da Conspiração, na qual este texto se insere, já veiculou inúmeras vezes depoimentos de cientistas que trabalharam num centro de criação de doenças, financiado pelo governo americano. Mas até que as vacinas sejam criadas, já morreu muita gente, o que é um dos objetivos – diminuir a população.

 Compartilhar no Facebook

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.